Arquitetos E Designers Elegem Os 10 Piores Erros Em Projetos De Decoração – Morar

Arquitetos E Designers Elegem Os 10 Piores Erros Em Projetos De Decoração - Morar 1

IG Colunistas – Leis & Negócios – Por Marina Diana

Decoração é dúvida de gosto. Jóia Bergamo. Logo, é preciso conciliar o desejo de quem mora pela residência com os mandamentos básicos do design. Acatar espaços, medidas e impossibilitar excessos são alguns deles, segundo arquitetos. Porém isto nem sempre acontece. Visualize, a seguir, os principais erros de decoração apontados por especialistas.

Manter um excelente espaço de circulação entre móveis e itens decorativos é fundamental em um projeto. visualizar agora recomendação é que exista uma distância de 60 a 80 cm entre as peças, de acordo com a arquiteta Samia Testa. Uma decoração equilibrada depende bem como da seleção de móveis com as medidas certas. Comprar sofás e mesas muito grandes é um dos erros, alega a arquiteta Érica Salguero. Outra dificuldade é a altura das peças, que necessita ser calculada para não gerar desconfortos.

O assento, o braço e o encosto do sofá, a título de exemplo, devem permanecer a respeito 40 cm, 60 cm e 70 cm do chão, diz Adriana Helú, da Triplex Arquitetura. Neste momento a mesa de jantar precisa permanecer por volta de trinta cm acima do assento da cadeira. veja isso e portas que vão do teto ao chão, o tecido precisa ficar rente ao piso ou com uma sobra de um ou 2 centímetros na parte de pequeno e no topo. Samia Testa. Bem como é necessário deixar uma folga de vinte cm nos lados. Pra persianas, o regulamento é quase a mesma.

  • Nomeação de um representante dos trabalhadores dentro das corporações
  • Família: Verde, azul, preto e vermelho
  • Obra Mais Econômica Em Ligação À Reposição de Aparato
  • 06 23 vinte e oito de setembro

No caso das janelas pequenas, Samia sugere que exista uma sobra de, no mínimo, vinte cm embaixo e em cima. Quanto às cores da cortina, as neutras são as mais indicadas pra não marcar tal o recinto, de acordo com a arquiteta. É garantia de cabides tortos e roupas amassadas. A arquiteta Érica Salguero recomenda que haja um espaço mínimo de sessenta cm entre a porta e o fundo do armário para que as peças fiquem bem acomodadas. Outro erro comum é comprar um guarda-roupa com divisões que não se adequam às necessidades da família, diz Salguero.

Para não errar, a dica é enxergar para o armário antigo e enxergar quais itens precisarão de mais ou menos espaço. A televisão da sala necessita ficar a respeito de um metro do chão, enquanto no quarto o equipamento precisa ser instalado um pouco acima, a uma altura de 1,30 m, de acordo com o arquiteto Lisandro Piloni. Também é preciso ficar ligado quanto à distância entre o sofá e o aparelho, como observa a designer de interiores Milena Purchio, do escritório Barbara & Purchio.

Ela recomenda que haja um espaço de 1,8 m pra televisões de 32 polegadas, 2,oito m para de 50 polegadas e 3,8 m para as de 71 polegadas. Divisão do tapete (de 10 a 20 cm) deve ficar embaixo do sofá, explica a arquiteta Samia Testa. E nada de adquirir tapete do mesmo tamanho do móvel.

Nas laterais, é necessário deixar uma sobra de aproximadamente cinquenta cm, de acordo com o arquiteto Lisandro Piloni. Tapetes muito pequenos conseguem fazer com que o ambiente pareça pequeno. Usar réplicas de plantas e flores em vez das originais desvaloriza a decoração de um lugar, na posição da designer de interiores Naomi Abe.

Para ela, os adornos só precisam ser usados nos lugares em que as espécies não serão bem cuidadas. Até porque vai pela contramão da tendência de plantas e jardins dentro de casa, como lembra a designer de interiores Paola Ribeiro. É preciso também tomar cuidado com vasos e plantas muito altos, principalmente em apartamentos com pé-correto pequeno, observa a designer de interiores Jóia Bergamo. Mesclar poltronas, sofás, quadros e itens decorativos que não combinam entre si em um mesmo local é um dos principais erros, de acordo com a arquiteta Adriana Helú, da Triplex Arquitetura.